quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Otacílio Rock Festival 2018: Um dos maiores festivais do sul do Brasil chega a sua 12° edição

O Otacílio Rock Festival é de praxe o destino dos metalheads e headbangers brasileiros no mês de março. O evento já trouxe bandas como Ratos de Porão, Master (EUA), Violator, Attomica, Krisiun, Hibria, Nervochaos, Torture Squad, Nervosa, Vodoopriest, Claustrofobia, Khrophus, além de outros nomes consagrados do Rock/Metal nacional.



A cidade catarinense de 17 mil habitantes tem sua economia baseada principalmente no ramo madeireiro e há mais de uma década tornou-se casa do festival idealizado por Denilson Luiz Padilha, Elienai Souza e Nani Poluceno que angaria milhares de pessoas anualmente à Fazenda Cambará (onde foi promovido recentemente o SC Metal Fest de Nani Poluceno e Cleberson Oliveira).

O evento como de costume possuirá área para camping e contará com o apoio da Brutal Wear, Mundo Do Rock Otacílio, Makila Crowley, Over Music e Chronos Enternament, além das coberturas das mídias Urussanga Rock Music, Cultura Em Peso, O Subsolo, A Hora Hard, Esporro Sonoro, Over Metal TV e Heavy Metal Online.

Para essa edição do OTA, 20 bandas irão se apresentar, dentre elas, Taurus, Selvageria, Miasthenia, Justabeli, Horror Chamber, John Liar, Jailor, Válvera, Red Razor, Don Capone, Bad Bebop, Captain Cornelius, Gestos Grosseiros, AttracthA, Before Eden, Cerebral Cannibal, Atho, Warhell, Misanthrope (Death Tribute) e Legado Frontal.

Com 33 anos, uma das maiores bandas brasileiras de Metal se apresenta pela primeira vez no Planalto Catarinense. A carioca Taurus possui quatro álbuns de estúdio, “Signo de Taurus”, “Trapped In Lies”, “Pornography” e “Fissura”, além de demos e splits e carrega todo o conhecimento técnico de experientes músicos além do habitual Thrash/Heavy Metal.

“Eis o Som Infernal...” Uma das últimas confirmadas foi a paulistana Selvageria que carrega consigo todo Speed/Heavy Metal característico dos anos 80. O grupo foi formado em 2005 e já angariam dois full length, o destruidor homônimo “Selvageria” divulgado em 2009 e o trabalho mais recente “Ataque Selvagem” que foi difundido o ano passado.

A Miasthenia atualmente é uma das bandas de Metal Extremo mais antigas do país. Os brasilienses carregam em sua trajetória doze trabalhos, entre eles cinco álbuns de estúdio, o “XVI”, “Batalha Ritual”, “Supremacia Ancestral”, o expoente “Legados do Inframundo” e “Antípodas”. Uma das peculiaridades do grupo é manterem e exporem em suas respectivas composições temáticas relacionadas a culturas e povos latino-americanos.

Retornando à serra catarinense, a Justabeli traz em seus 17 anos de história toda a blasfêmia, anticristianismo e heresia através dos seus trabalhos, “Eternal War”, “Justabeli”, “Total Destruction”, “Hell War”, “Cause The War Never Ends” e o recente “Blast The Defector”. A banda do ABC paulista promete destruir e incendiar o palco do Otacílio Rock Festival.

Representante de Canoas – RS, a Horror Chamber exibirá o poderoso e árduo Death Metal. O grupo está na ativa desde 2004 e obtém um grande reconhecimento no cenário do Metal Extremo devido as duas demos lançadas e ao seu álbum “Eternal Torment” divulgado o ano passado. A banda é formada por Guilherme Lannig (Baixo/Vocal), Felipe Pujol (Guitarra), Paulo Hendler (Guitarra) e Rafael Machado Kniest (Bateria).

Uma das maiores bandas de Hardcore catarinense pisa pela primeira vez no palco do Otacílio Rock Festival. A John Liar exibe riffs rápidos e céleres através de letras do cotidiano e de experiências de vida. O grupo lageano lançou em 2015 o EP “John Liar” que possui quatro faixas, “Hard Work”, “A New World To Begin”, “Gangster Sunday Love” e “All The Things Right” (Com destaque para a faixa 01 e para a faixa 04 que possuem dois videoclipes no YouTube).

A paranaense Jailor irá enfatizar seu preciosíssimo Thrash Metal, o qual já exibem há quase 20 anos. Os músicos possuem influências musicais como Slayer, Death, Coroner, Exciter, Fuzilador, Rhestus, Carcass entre outras bandas e renomadas e personificam essas referências através de quatro trabalhos divulgados, sendo estes, o “Capital Punishment”, “Religious Unpourge”, “Evil Corruputs” e “Stats Of Tragedy”.

Um dos prodígios do Thrash Metal brasileiro novamente se apresenta em palcos catarinenses. A banda Válvera formada em 20 em Votuporanga – SP mescla canções em português e inglês com riffs rápidos e céleres. Os seus principais projetos lançados foram o “Cidade em Caos” de 2015 e o mais novo álbum “Back To Hell” divulgado em 2017.

A florianopolitana Red Razor surgiu em 2011 com o intuito de resgatar as raízes do Thrash Metal dos anos 80 e 90. Com influência de grandes nomes como Slayer, Exodus e Kreator, o grupo possui dois trabalhos lançados, o Ep “Shark Attack” (2013) e o full length “Beer Revolution” (2015).

 Proveniente do sul do estado, a banda orleanense Don Capone está na ativa desde 2004 mesclando em suas composições rock and roll clássico com blues. Os músicos lançaram em 2008 o seu primeiro trabalho, o EP "Oficina do Diabo" (2008), seguido pelo “Locomotiva” (2012) e o atual "Corpo Fechado" (2017).

A banda curitibana de Heavy Metal Bad BeBop foi formada em 2015 e lançou no início de 2017 seu primeiro trabalho, o álbum Prime Time Murder, sendo divulgado através de uma turnê entre o Brasil e Argentina.

Tradicionalíssima nos festivais catarinenses, a Captain Cornelius de Rio Do Sul – SC mostrará a todos o público músicas de Folk Metal com danças típicas irlandesas, bebidas ligadas a cultura celta e toda a diversão e agitação proveniente dos “marujos capitanélicos”. O grupo reproduz canções de bandas influentes do Folk como Korpiklaani, Alestorm, Dropick Morphys, Flogging Molly, entre outras bandas.

Há 20 anos na estrada, a Gestos Grosseiros também marcará presença nos palcos do OTA. A banda de Death Metal originária de Guarulhos possui duas demos, No Rest (2001) e First Pain (2003). Além dos álbuns Countdown to Kill (2007), Satanchandising (2011), World's Hypocrisy (2017) e a compilação On the Road Since 1998 (2014).

Influenciados por Black Sabbath, Ozzy Osbourne, Adrenaline Mob e Stone Sour, a banda paulistana AttracthA irá mostrar seu característico Heavy Metal. O grupo foi formado em 2007, porém no ano de 2011 entrou em hiato por dificuldades na formação, todavia dois anos depois divulgaram seu primeiro trabalho “Engraved” e mais tarde lançaram mais dois trabalhos, o “Unmasked Files” e “No Fear To Face What’s Buried Inside You”.

A clássica banda de Power Metal blumenauense Before Eden irá expor toda a sua trajetória de mais de 20 anos na cena. Os músicos obtêm cinco trabalhos lançados, dentre os quais, cabe destaque os discos de estúdio, o homônimo “Before Eden”, “The Legacy Of Gaia” e o “A Realm Reborn” difundido no ano de 2015.

Advindos do município de Benedito Novo- SC, a Cerebral Cannibal aos poucos está se consolidando nos festivais catarinenses. O grupo surgiu em 2010 com o intuito de propagar o Death Metal cru com letras em português. E influenciados por bandas do estilo como Krisiun, Terrorizer, Dying Fetus e Cannibal Corpse, os músicos lançaram a demo “Cerebral Cannibal” em 2016 contendo seis músicas, “Intro”, “Degolação”, “Insane Brutality”, “Devorando o Encéfalo Putrefado”, “Esquartejando Com o Cutelo” e “Necrose Facial”.

Atho, prata da casa, será a segunda atração do cast. A banda de Hard e Havy Metal foi formada a partir de remanescentes das bandas Angels Guardian e da Dr Fantasy e atualmente possui algumas músicas gravadas, como “Free & Wild”, “Lost My Voice” e “Greed”.

De Curitibanos – SC, a Warhell trará o seu peculiar Death Metal. O grupo foi formado em 2007 e já conta com quatro materiais divulgados, sendo estes, “Offer Your Blood To The Mosh”, “I, The Wolf”, “The Lawn Mower” e o full length “Upperguth”.

A Misanthrope, também originária de Curitibanos, será responsável por apresentar um tributo a banda Death, resgatando grandes clássicos do grupo.


A banda de Metalcore Legado Frontal é a única prata da casa, formada na cidade de Otacílio Costa. O grupo mescla cover e músicas autorais sendo estas provenientes do EP “A Guerra Não Tem Fim”. 

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário